top of page
20230415_100819 - Caroline Henriques_edited.jpg

Carol (@livroteca.com.cha)

Quais livros ou gêneros você tem lido recentemente?

Thriller Psicológico e fantasia.

Você pode compartilhar um pouco sobre seus hábitos de leitura? Com que frequência você lê?

Normalmente leio uns 4 livros por mês devido ao meu trabalho como criadora de conteúdo. Não faço cronograma para leituras. Mas sempre que posso, utilizo o método de Pomodoro (sprint) para me organizar na leitura do livro, isso me traz mais leveza e faz com que a leitura não se torne densa e cansativa.

Qual é o livro que mais marcou você? Porque?

Tenho vários livros que guardo no meu coração, mas um que jamais sei que vou esquecer será "O profeta" de Khalil Gibran. Esse livro centenário traz reflexões em todos os aspectos da vida humana.E releio ele sempre que posso.

Como funcionam para você as parcerias com autores?

Eu gosto de fazer as parcerias de forma harmoniosa e transparente. Não costumo pegar parcerias de livros quando o autor entrega o livro de forma parcelada no caso dos e-books, pois se eu irei trabalhar com a história preciso de no mínimo o livro por completo. Não acho legal distribuírem poucos capítulos e só depois liberarem após o lançamento pois como trabalho de forma respeitosa, coerente e transparente não acho legal também meu trabalho ser desvalorizado. E confesso que acontece muito isso nas parcerias, por isso do motivo de eu não pegar tantas como fazia antes.

Existem gêneros que você evita ou não gosta de ler? Por que?

Não gosto de ler biografias, diários e sobre as guerras. O motivo é bem claro, tive uma péssima experiência com alguns livros assim e não gostaria de experimentar novamente.

O que você acha que pode ser feito para incentivar a leitura, especialmente entre jovens e crianças?

Fazerem livros de forma clara, com representatividade e de forma lúdico.

Você lê obras de autores brasileiros? Quais autores nacionais você recomendaria?

A maioria dos livros que leio são nacionais. E sempre priorizo por livros nacionais. Autores: Sheila Varoli, Amanda Pereira, Laura Assis, Priscila Castelano, Neyvile Lucas, Everton Gullar

Como você vê o cenário da literatura nacional no Brasil atualmente?

Como trabalho mais com autores nacionais, posso afirmar que meu ponto de vista em geral é bem claro. Visualizo como sendo um grande campo para se trabalhar, onde os autores devem valorizar mais suas obras perante a editoras de pequeno e grande porte que publicam suas obras levianamente sem o mínimo de responsabilidade, entregando para a mão do leitor um trabalho sem qualidade de revisão, editoracao e sem feedback por conta dos profissionais. Talvez seja por isso que muitos autores nacionais não tenham suas obras reconhecidas em nosso país, pois além de termos uma população que está mais relacionado ao monismo e não a real essência da escrita, hoje vejo no meio editorial, o trabalho sendo levado adiante de qualquer forma.

 Qual é a importância de promover e valorizar a literatura nacional num contexto globalizado?

Atualmente eu tenho um quadro no Instagram que semanalmente trago um autor Nacional para falar sobre suas obras e sua vivência como escritor num país que tem muito ainda o quê evoluir. Nome do quadro: BATE PAPO COM CHÁ 🍵. De uma forma globalizada, digo que primeiramente os leitores precisam valorizar o que se tem em casa, de uma forma patriota, pois temos muitos escritores de talento em nosso país. Esse seria o começo. Por segundo momento, o autor de forma responsável tratar a literatura como algo a ser valorizado. Como seria isso?? Primeiro tratar sua obra de forma respeitosa e não entregar para qualquer editora que trabalha minimamente. Segundo ter o cuidado de revisão, receber auxílio de betagem que é essencial e leitores críticos. E por fim, ter o maior cuidado quando for trazer assuntos como representatividade de forma respeitosa e com propriedade.

Deixe aqui um pequeno trecho de livro que te marcou. Mas não se esqueça de contar pra gente o nome do livro e do autor.

"Não digam: Encontrei a verdade, e sim : Encontrei uma das verdades. Não digam: Encontrei o caminho da alma. E sim: Encontrei a alma pelo caminho. Pois a alma anda por todos os caminhos. A alma não anda em linha reta, tampouco cresce como a cana. A alma abre-se em camadas,como uma flor de lótus com inúmeras pétalas. " Khalifa Gibran

Existe algum livro que todos deveriam ler, na sua opinião?

Sim. Além do meu livro da vida "O profeta" de Khalil Gibran, o livro "De que cor é o mundo?" da autora Sheila Varoli, também acredito ser uma história impactante. E o livro do escritor Luiz Felipe Oliveira "O recomeço ".

Qual é a importância da leitura em sua vida?

Ler para mim é um trabalho. Uma terapia. Minha zona de conforto. Falar de livros e ter contato com autores me faz sentir um ser humano importante pois tudo o que podemos expressar na vida pode ser dito e sentido pela escrita.

bottom of page