• Laura Assis

Dia de Santo Antônio

Eu saí pra ver o sol, respirar o ar da manhã. Voltei pra casa feliz, sentindo meus pulmões se abrindo para o ar que passava por mim naquela brisa com cheiro de grama verde. As árvores me diziam "bom dia" sacudindo de leve suas folhas e o vento me saudava deliciosamente.

Era sábado. Eu estava em paz. Tirei o tênis e liguei o som, queria ouvir qualquer música que me fizesse permanecer naquele estado de plenitude. Não me lembro das primeiras músicas que preencheram o silêncio do meu apartamento, mas meu coração parou por dois segundos quando começou a tocar John Mayer.

De repente, todo aquele sentimento guardadinho foi saindo de fininho e brotando em cada espaço vazio, enfeitando e enchendo de cores o sofá, as paredes, o quarto e até meu reflexo no espelho. Me lembrei do quanto era feliz apenas por amar você.

Parei o que estava fazendo para sentir a música entrar pelos meus poros, tocar em cada fio de cabelo meu. Foi como sentir suas mãos em torno da minha cintura, me chamando pra dançar a tantos metros de altura.

Um determinado acorde da música tinha sobre mim o mesmo efeito que o seu olhar quando a música dizia "I think I remember / The dream that I had / That love's gonna save us". Percebi que ainda me movimento, como, respiro, trabalho, me visto e faço minhas orações acreditando no futuro.

Eu me sentei no sofá de frente para a TV, peguei o caderno e escrevi algo semelhante ao que você está lendo agora. E me perguntei se todo esse amor que existiu poderá desaparecer algum dia. Ou se ele sempre vai me espreitar atrás das portas quando tocar esta música ou quando "My Valentine" vier à minha cabeça enquanto caminho entre as árvores e sinto o sol queimando minha pele.

Talvez ele nunca vá embora, talvez fique aqui para sempre para me lembrar o quanto é maravilhoso, o quanto é poderoso amar alguém com todas as forças, com todos os átomos do seu corpo. Sim. Espero que ele fique. Que ele jamais se vá, para que eu nunca me esqueça do quanto se pode amar alguém a ponto de ver seu coração se mudar para outro peito e ainda assim viver...

55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo