top of page
20230930_141253 - Idaleia Silva_edited.jpg

Idaleia Silva

Qual o gênero você escreve?

Romance e fantasia.

Para começar, gostaria de saber sua opinião sobre o cenário literário atual no Brasil. Quais são os principais desafios e oportunidades que você visualiza para escritores nacionais?

Desafios de todos os dias é ser lido e conquistar os leitores. Vejo que no Brasil tem muitos eventos voltados para a literatura, fazendo com que o autor se torne conhecido. E também há várias plataformas onde se pode publicar um livro.

Qual é a importância da liberdade de expressão na literatura, e onde você traçaria a linha entre a liberdade criativa e a responsabilidade ética?

A literatura liberta é uma forma de colocar no papel todas as suas ideias e crenças. E aí vem as responsabilidades, quem vai ler? A quem estarei influenciando?

Como você lida com o bloqueio criativo e outras dificuldades que surgem durante o processo de escrita?

Se eu não consigo escrever naquele momento, costumo reler meu livro favorito ou assistir filmes e séries. Para mim é algo normal. Escrever tem que ser prazeroso e não algo por obrigação.

Como você acha que a literatura brasileira pode contribuir para o diálogo social e a mudança no país?

A leitura nos engrandece, quanto mais esclarecidos somos, melhores escolhas fazemos.

Como você lida com críticas ou controvérsias em relação a sua obra? Isso já afetou sua abordagem ou estilo de escrita?

Eu acho que isso contribui para que eu escreva cada dia melhor. Quando alguém chega e diz: " você precisa melhorar isso ou aquilo", ajuda no meu crescimento como autor. Estou sempre aberta a outras opiniões.

Agora, falando sobre o seu próprio trabalho, quais são as influências e temas que mais o(a) inspiraram ao escrever?

Eu gosto muito de fantasia, é o gênero que mais leio e me inspira. Porque de real já basta o dia a dia. E as vezes é bom poder fugir disso. Me aventurar em um mundo onde anjos e vampiros existem é o máximo.